close

Ganhe dinheiro navegando
na Internet 5 minutos por dia!
CLIQUE AQUI E REGISTE-SE JÁ
COM BONUS REFERER!


special

Hack para desligar o computador imediatamente! E sem perguntas!

16 comments

Com certeza já quis que naquele dia cheio depressa, o computador desligar-se imediatamente, e com nenhuma paciência, carrega no botão fixo, para forçar a desligar… Ou melhor, um amigo seu fez uma coisa que não gostou e agora está a rir-se de si, e queria mesmo lhe tramar algo… Pois, está aqui mesmo a solução!

No artigo de hoje irei lhe ensinar a como desligar o computador… à bruta!

Isso pode se fazer muito facilmente. Simplesmente com um computador Windows e com o Bloco de Notas.

O Windows está repleto de comandos, que muitas vezes por serem simples = simplificam a vida! E para fazermos o dito cujo, utilizamos o comando: Shutdown.

O comando Shutdown explicado
Sintaxe: SHUTDOWN [comando para desligar(obrigatório)] [opções]

Comando para desligar

-i Aparece uma janela para configuração. Usar apenas sozinho! (ex: shutdown –i [mais nada])
-l Termina a sessão (logoff)
-s Encerra o computador
-r Reinicia o computador

Opções

-m Desliga computador na rede. A sintaxe deve ser usada
(ex: shutdown –s –m \\nome_do_computador)
-t Tempo de atraso antes de desligar (ex: shutdown –t 0) Atrasa 10 segundos. Tempo máximo: 600 segundos. Tempo predefinido sem usar este comando: 60 segundos.
-f Força a desligar. Desliga instantaneamente, sem perguntas para guardar ficheiros, nada! Cool! :D
-c Mensagem a apresentar (ex: shutdown –s –c "Ja foste ahah") Na mensagem não use caracteres especiais, apenas letras e números.

Nota: Esta funcionalidade no Windows Vista ou Windows 7, só funciona com direitos de administrador, ou quando o UAC (Controlo de Conta do Utilizador) está desactivado.

Agora que já sabemos os controlos que podemos usar, vamos fazer aqui vários exemplos:

Antes de começar, abrimos o Bloco de Notas.

  1. Desligar imediatamente sem qualquer tipo de pergunta:
    shutdown –s –t 0 -f
    Explicação: –s [Encerra o computador] –t 0 [define o atraso para 0 segundos] –f [força a desligar]

  2. Desligar, mas primeiro aparece uma mensagem, com um atraso de 120 segundos e força a desligar.
    shutdown –s –t 120 –f –c "Foste Hackeado"
    Explicação: –s [Encerra o computador] –t 120 [define o atraso para 120 segundos] –f [força a desligar] –c [Mostra a mensagem “Foste Hackeado”]

    Muito bom para remoer o amigo a pensar no que está a acontecer com o computador! :D

  3. Reiniciar, mas primeiro aparece uma mensagem, com um atraso para 30 segundos e força a reiniciar.
    shutdown –r –t 30 –f –c "Actualizacoes do Windows Urgentes o PC vai reiniciar"
    Explicação: –r [Reinicia o computador] –t 30 [define o atraso para 30 segundos] –f [força a reiniciar] –c [Mostra a mensagem “Actualizacoes do Windows Urgentes o PC vai reiniciar”]

    Muito bom para o amigo pôr em duvida a Microsoft!

  4. Escolher o que fazer.
    shutdown –i
    Explicação: –i [aparece uma mensagem para escolher o que fazer]

Agora com estes comandos, ou com um personalizado por ti, escreve isso no Bloco de Notas, guarda o ficheiro, mas na janela para escolher onde guardar o ficheiro, coloca o seguinte na opção “Guardar com o tipo”, escolhe “Todos os ficheiros”. E depois ao escolher o nome do ficheiro põe a extensão “.bat” (exemplo: nome_do_ficheiro.bat)

Acho que vos deu alguma inspiração, para assustar os vossos amigos! Conte-nos aqui o que fizeste!

Leia Mais +

Proteger a rede Wireless – Cuidado pode estar a ser roubado!

2 comments

Com o crescente numero das redes Wireless domésticas, muitas pessoas passam ao lado um aspecto muito importante: Segurança! Apesar de os Routers Wireless mais recentes já trazem de fábrica condições de segurança mínimas, isso muitas vezes não é o suficiente.

Uma das consequências de não levar em conta a segurança da sua rede Wireless, é facilitar o acesso a vizinhos alheios! Os sintomas de que poderá estar a ser roubado são, ter uma ligação à Internet lenta; rede Wireless ir abaixo constantemente; poderá acontecer o dia em que não consegue ligar, pois o seu vizinho mais esperto, alterou a sua password; e ainda o pior de tudo é chegar ao fim do mês e ter que pagar uma conta de Internet exorbitante!

Para evitar esses problemas e dores de cabeça, é mesmo dar mãos à obra e proteger ao Máximo a sua rede Wireless. E neste artigo é mesmo disso que irei falar: Como Proteger a rede Wireless. Também ficará um tutorial, de como fazer essas tais alterações para quem é menos experiente nestas coisas.


Nota: O exemplo aqui dado é de um Router Wireless (2Wire – 2700HGV-2) usado principalmente pela PT (Sapo). Algumas opções, poderão não estar disponíveis no seu Router. Leia o manual do seu Router para se certificar das opções disponíveis.

Antes de começar, para que tudo corra bem, terá de fazer os seguintes procedimentos:

  • Saiba o IP do seu Router. Consulte o manual do seu Router, ou faça o seguinte procedimento:
    1. Windows XP: Painel de Controlo –> Ligações de Rede; e escolha a que está ligada ao seu Router Wireless.
      Windows Vista:
      Painel de Controlo –> Centro de Rede e Partilha; e clique em “Ver estado”, na rede que está ligada ao seu Router Wireless.

    2. Windows XP e Vista: Agora clique em “Detalhes” e veja a propriedade “IPv4 Gateway predefinido”, esse é o IP do seu Router Wireless (ex: 192.168.1.1).

  • Saiba o Username e Password do seu Router. Sem saber isto não irá a lado nenhum. Se nunca mexeu nesta opção, poderá estar com a configuração de fábrica, leia o manual. Se o perdeu ou não sabe onde o guardou, vou lhe dar uma ajudinha:
    http://www.routerpasswords.com/
    http://www.phenoelit-us.org/dpl/dpl.html
    Este dois sites tem uma lista grande de passwords que os routers tem de fábrica. Acho que não posso ajudar mais! :D

  • Tenha o computador ligado por cabo de rede. Isto é necessário pois irá fazer alterações ao Router, e a ligação por Wireless poderá ir abaixo. Configure o Router por Wireless, só mesmo em último recurso!

  • Aponte num papel ou no computador, tudo o que fizer. Aponte o SSID, password, tipo de encriptação (WPA, WPA2-PSK…), username e password para o painel de administração, etc. Tudo o que alterar escreva! Pois quando chegar o dia, que tiver que alterar tudo novamente, já sabe!

Agora que já tudo pronto, mãos à obra!

  1. Regra de segurança: Ter a rede Wireless encriptada em WPA2 ou WPA. Esta é uma regra de ouro! Se ainda não tem, mude já! Não deixe a rede aberta para qualquer um, e esqueça a encriptação WEP. Se não o fizer estará a dar a sua rede Wireless de mão beijada aos seus vizinhos. Com esta regra aplicada, dará mais trabalho aos seus vizinhos e talvez a maior parte deles, desiste.
    O seu Router não suporta WPA? Actualize o Firmware! Visite o site da marca do seu Router, e faça o download da última versão. O Windows XP SP2 já o suporta! Com o Firmware actualizado terá também outras vantagens: correcção de problemas de segurança, sinal mais forte e estável, mais funcionalidades,  menu de administração melhorado, etc.

    Como fazer: Vá as configurações do Router (painel de administração), e clique  em "Home Network" e depois em “Wireless Settings”, e na opção “Wireless Security”, clique “Enable” (activar); na opção “Authentication” (autenticação), escolha “WPA2-PSK” e escolha uma password. A password deverá ter entre 8 a 63 caracteres.
    Dica: Para uma maior protecção, não use passwords fáceis ou obvias como: o nome próprio, nome do Router, data de nascimento, etc. Utilize uma password totalmente aleatória (com letras maiúsculas e minúsculas, símbolos, números).
    Se não tem ideias, vá a este site: http://StrongPasswordGenerator.com/
  2. Regra de segurança: Active o filtro endereço MAC. Esta é uma regra de prata! Isto faz com que o router só aceite ligações Wireless com estes endereços MAC. O endereço MAC (ou endereço físico) é o seu número de chassis da sua placa Wireless. Diferente do endereço IP, esse número NUNCA se altera. Por isso se tiver activada esta opção, o Router só irá aceitar ligações Wireless com os números MAC, que especificou.

    Como fazer: 1º precisa saber qual é o endereço (ou endereços) que quer adicionar. Para ver o seu endereço MAC:
    1. Windows XP: Painel de Controlo –> Ligações de Rede; e escolha a que está ligada ao seu Router Wireless.
      Windows Vista: Painel de Controlo –> Centro de Rede e Partilha; e clique em “Ver estado”, na rede que está ligada ao seu Router Wireless.
    2. Windows XP e Vista: Agora clique em “Detalhes” e veja a propriedade “Endereço físico”, esse é o seu endereço MAC.
    Atenção: Certifique-se que o endereço físico é de uma placa Wireless! Não é qualquer um! Não confunda com a placa de rede (aquela que liga por cabo de rede, LAN). Se enganar depois não conseguirá mais ligar ao Router por Wireless! Por isso é que eu recomendei em cima, que fizesse isto por cabo de rede. Se fez isto por acidente, ligue-se ao Router por cabo de rede e anule o que fez.
    Agora que já sabemos o endereço MAC, activar o filtro e adicionar o(s) endereço(s) ao Router. Para isso vamos novamente a "Home Network" depois clicamos em “Wireless Settings” e depois clicamos em “Edit MAC Filtering”. Depois clique em “Enable” e no campo “Add MAC Address” coloque lá o(s) endereço(s) (ex: 00:63:AF:D4:90:11) e clique “Add To List”. Depois clique em “Save”. Provavelmente o Router lhe irá dizer que vai reiniciar, para colocar as alterações em efeito.

  3. Regra de segurança: Altere a password de acesso ao painel de administração. Esta é uma regra de bronze! Assim, mesmo que o seu vizinho consiga ligar-se ao seu Router (se não aplicar as 2 regras acima, o seu vizinho consegue ligar-se), não terá acesso a modificar as configurações.

    Como fazer: Vamos a “System”, depois clicamos em “System Password”. Clicamos na opção “Enable” (activar), e escrevemos a password antiga, e escrevemos a nova 2 vezes (para confirmar). Depois clique em “Save”, para tudo tomar efeito.

  4. Regra de segurança: Desactive a Auto-Promoção (SSID Broadcast). Assim a sua rede Wireless não será sequer descoberta! A desvantagem de ter isto activado, é que se por exemplo tiver formatado o computador ou eliminou a ligação guardada (o que permite que o computador ligue automaticamente, sem ter que introduzir sempre a password), terá de introduzir tudo manualmente: SSID, password, tipo de encriptação, etc.

    Como fazer: Vá a “Home Network”, depois clique em “Wireless Settings” e simplesmente tire o visto (V) da opção “SSID Broadcast”. Depois clique em “Save”, para tudo tome efeito.
     
  5. Regra de segurança: Diminua a potência do Wireless. A maior parte das vezes temos Wireless, só para usar em casa, e não é necessário que a potencia esteja no máximo para abranger a casa toda. Outra táctica que poderá também fazer, é deixar velocidade de ligação no mais alto possível (normalmente 54 Mbps). Deixar na velocidade máxima, obrigará automaticamente a estar mais perto do router para conseguir ter um sinal estável. E é mesmo isto que vamos fazer, pois este Router não possui a opção de diminuir a potência do sinal.

    Como fazer: Clique em “Home Network”, depois clique em “Wireless Settings”. Na opção “Maximum Connection Rate” coloque no máximo possível. Depois clique em “Save”, para que tudo tome efeito.

  6. Regra de segurança: Desligue o router quando não precisa da Internet. Esta é uma regra mais que óbvia! Além de estar a gastar electricidade, também poderá estar a ser roubado quando está a dormir! Este é um dos maiores erros que a maior parte das pessoas cometem.

Conclusão: Com estas regras aplicadas, terá com certeza uma rede Wireless mais segura, e como uma muralha autêntica!

Se tiver alguma dificuldade ou dúvida não hesite em comentar!

Artigos de Interesse: Saiba as ligações Wireless de todo o mundo!

Leia Mais +

Dicionário A-Z de Hacking - Parte 2

0 comments

Hoje fica a 2ª parte de 3 do dicionário de Hacking da letra I até P. Isto ajudará principalmente para quem está a se iniciar no Hacking.

Ver: Dicionário A-Z de Hacking - Parte 1

- I -
IP – É um conjunto de números dividido por 4 grupos (ex: 87.164.234.10), que identifica um dispositivo informático (ex: computador, PSP, Router, impressora, etc.) Cada grupo pode ser atribuído um número entre 0 a 255.
IP spoofing – É uma técnica para desviar pacotes, utilizando endereços IP falsos. Isto pode ser possível porque o protocolo IP envia o pacote mas não verifica se foi recebida para o destinatário correcto.
ISP – É o provedor do serviço de Internet, para que as pessoas tenham acesso à Internet facilmente.

- J -

- K -
Keygen
– É um programa que gera chaves (CD key, numero de série, etc.) de um software proprietário, que normalmente é necessário pagar. Esses programas são desenvolvidos por Crackers.

- L -
Latência (lag) – É o tempo que demora desde que o processo se inicia até o fim, ou seja quando se percebe que o processo está terminado. Normalmente este termo é atribuído ao tempo que um conjunto de dados enviados pelo servidor demora até ser recebido.
Leet (1337) – É uma criptografia usada pelos Hackers, que consiste em escrever usando símbolos em vez de letras. (exemplo: B3m v1nd0 40 57r337 R4c3r H4ck1n6 [Bem vindo ao Street Racer Hacking])
Login – É o pedido de uma senha e por vezes também do nome de utilizador para poder ter acesso a determinada zona restrita.

- M -
Malware
– É software malicioso, com a intenção de causar danos no computador ou roubar dados pessoais. É considerado Malware: Spyware, Worms, Trojans, e Vírus.
Modem – É um componente informático que codifica/descodifica sinal analógico para digital e vice versa. Normalmente é usado para se ter acesso à Internet pela linha telefónica.

- N -
NAT –
É uma técnica que serve para reescrever o endereço de origem (IP), feita pelo Router, de forma ao computador com uma rede interna tenha acesso à rede externa.
Newbie (noob) – Significa um novato numa área (ex: jogo, linguagem de programação, etc.).

- O -
Online
– Significa que está em linha, ligado a alguma coisa (ex: Internet, Messenger, etc.)

- P -
Packet Injection –
É a injecção de pacotes de dados de forma a limitar ou alterar o fluxo de dados. Normalmente esta técnica é usada pelos ISP’s.
Ping – É um teste de ligação para saber se a comunicação entre os dois equipamentos é sucedida. Este método é também usado para saber a latência entre os dois equipamentos.
Ping flood – É um ataque DDoS, em que o atacante sobrecarga a largura de banda da vitima, com o envio de pedidos de Ping.
Phishing – É uma táctica usada para tentar, receber informações pessoais. O meio mais usado é o envio de E-Mails falsos de entidades consideradas fiáveis (lojas, bancos, etc.), de forma a que a vitima preencha um formulário com dados pessoais.
Phreaker – São Hackers com conhecimentos de explorar a telefonia, principalmente com o objectivo de fazer chamadas telefónicas grátis.

Por hoje é tudo, para a semana será a 3ª e última parte: Q a Z.

Leia Mais +

Hack Sony Ericsson - Alterar a imagem de arranque (boot)

2 comments

Hoje vou falar de Hacking em telemóveis Sony Ericsson. Vou ensinar a como alterar a imagem principal quando se liga o telemóvel antes de se escrever o código PIN.

AVISO: Este procedimento é perigoso se não for bem procedido correctamente! Este Blog NÃO se responsabiliza por qualquer dano que possa acontecer ao telemóvel!


Material:

  • Telemóvel Sony Ericsson;
  • Cabo USB Sony Ericsson (DCU-60);
  • XS++Download
  • Sony Ericsson USB Flash Driver (32 e 64-bit) – Download
  • Imagem a colocar no telemóvel

Agora que já temos o material todo, instalamos o Driver (Sony Ericsson USB Flash Driver), que funciona em Windows de 32 ou 64 Bit, e extraímos para uma pasta o XS++.

A imagem que vamos usar é esta:
 

Outras imagens: http://d-bliss.deviantart.com/art/Sony-Ericsson-Logo-72336692
http://callmewhatever.deviantart.com/art/HQ-Sony-Ericsson-Logo-32744322
http://hunzern.deviantart.com/art/The-Green-of-Sony-Ericsson-106834961

ATENÇÃO: A imagem a usar TEM de ser do formato: .png, .gif(animação não suportada) ou .bmp, sendo o primeiro formato o melhor. E convém ser do tamanho da resolução do telemóvel (normalmente 176x220 ou 240x320)

  1. Temos de alterar o nome do ficheiro para: "splash" (sem a pelicas), e SEM a extensão do ficheiro (xxx.png, xxx.gif, xxx.bmp). E para retirar, temos de colocar o Windows a mostrar a extensão e para isso vamos: Painel de Controlo –> Opções de Pastas, clicamos no separador "Ver", e retiramos o visto (V), na opção "Ocultar extensões para tipos de ficheiro conhecidos".
  2. Muita atenção a esta parte, que por vezes pode ser confusa!
    Abrimos o XS++, desligamos o telemóvel, retiramos a bateria e voltamos a colocar (tem de ser), ligamos o cabo USB só ao computador, carregamos na tecla “C do telemóvel sem largar o botão, ligamos o cabo USB ao telemóvel (ainda sem largar o botão “C”), no XS++, clicamos em “Connect”, e esperamos que apareça o seguinte texto:
    Ready for operation!
    Nota: Pode demorar até 30 segundos, para aparecer esta mensagem. Se entretanto não aparecer REPITA todo o processo nº 2 .

  3. Agora que o XS++ está conectado ao telemóvel, clicamos na opção "FSX", no XS++.  Depois clique no botão “Start FSX”, para começar a fazer a listagem dos ficheiros existentes no telemóvel, e espere até aparecer esta mensagem:


    Device FS mapped...OK!
  4. Agora que a listagem dos ficheiros está feita, vamos à pasta “/tpa/preset/system/settings/
  5. Clicamos em “Upload” e seleccionamos a imagem a colocar.
    NOTA: Certifique-se que tem o ficheiro no formato: png, gif ou bmp! E que o nome do ficheiro ésplashSEM a extensão do ficheiro!
  6. Espere até que apareça a seguinte mensagem:
    Done uploading
    E depois clique em “Shutdown” e depois clicamos em “Sim”.

E pronto já está! Já pode fechar o XS++, retirar o cabo do telemóvel e ligar!

Nota: Se também quiser alterar as imagens/sons de arranque (depois de introduzir o PIN) e encerramento do telemóvel, faça exactamente os mesmos passos (imagem sem extensão, dos mesmos formatos, etc.), mas com os seguintes nomes dos ficheiros:
STARTUP_IMAGE_SEMC <- Imagem arranque
SHUTDOWN_IMAGE_SEMC <- Imagem encerramento

Para os sons, poderá ser do formato .mp3 ou MIDI .mid, mas com a diferença que a extensão fica com o nome do ficheiro. Os nomes ficam assim:
STARTUP_SOUND_SEMC.mp3 ou .mid <- Som arranque
SHUTDOWN_SOUND_SEMC.mp3 ou .mid <- Som encerramento

Veja o resultado que foi feito, neste vídeo:

Qual é que foi a imagem que tu puseste? Deixe aqui o seu comentário! Dúvidas também serão bem vindas!

Leia Mais +

AutoIT - Tutorial 2 (Automatizar tarefas avançadas)

19 comments

No tutorial anterior ( Tutorial 1 ), falamos do que o AutoIT faz de melhor: Automatizar tarefas. Hoje vamos aproveitar melhor esta funcionalidade, em automatizar tarefas avançadas. Irei dar um exemplo de como fazer uma uma operação na Calculadora do Windows, colocar esse valor no WordPad e depois guardar num ficheiro esse valor, com apenas 1 clique!

Nota: Isto é apenas um exemplo, podendo se aplicar noutro programa qualquer.

Quer ver mais tutoriais do AutoIt? Visite já o Blog Tutorial AutoIt!

Antes de tudo, temos de ter o: AutoIT
Download - AutoIT

Se não sabe o que é o AutoIT, recomendo que leia esta página: Ponha o computador a trabalhar sozinho com o AutoIT

Agora vamos abrir o "SciTE Script Editor", "Calculadora", "WordPad" e "AutoIt Window Info". Este último programa ( AutoIt Window Info ), tal como o nome indica, nos irá dar a informação de cada janela (janela, controlos, texto visível, etc.) o que será muito útil para o que vamos fazer.

Nota: Para simplificar o programa que vamos fazer, certifique-se que tem a Calculadora do Windows em Modo Padrão, para isso vamos a: Ver -> Padrão Bem vamos então elaborar o programa!
  1. Temos de executar a Calculadora do Windows. E nesse aspecto o AutoIT também nos ajuda. Para executarmos o programa utilizamos o comando: Run. A linha completa fica assim: Como de computador para computador a localização do CCleaner pode variar (pode estar no disco C: ou D: ou outro qualquer), o AutoIT tem um comando para saber a localização da pasta "Programas" independentemente da letra do disco: @ProgramFilesDir.

    Run ( "calc" )

    Nota: Para um outro programa (não incluído no Windows), é necessário escrever o caminho completo do programa a ser executado. Se o programa estiver instalado na pasta "Programas", o AutoIT tem um comando para saber essa localização exacta: " @ProgramFilesDir ".

    Exemplo: Run (@ProgramFilesDir & "\Windows Live\Messenger\msnmsgr.exe") ;Executa o Messenger

  2. Agora, antes de que o nosso programa faça alguma coisa, temos de esperar que o programa arranque. E para isso usamos o comando: WinWaitActive . Ou seja o programa fica à espera até que determinada janela fique activa. Esta linha fica assim:

    WinWaitActive ("Calculadora")


  3. Agora que o programa está totalmente carregado, já podemos pôr o programa em acção! Vamos apenas fazer uma operação simples como exemplo: 8/2*7.
    E agora é que vamos fazer a parte avançada: clicar nos botões sem mexer o rato! No tutorial anterior para fazer operações de clicar, mover, via-se o rato a mexer, mas com com isto não irá mexer nem 1 pixel! E para isso precisamos do programa anteriormente aberto:
    AutoIt Window Info.

    Com este programa conseguimos identificar o nome interno do controlo que queremos clicar, usando a ferramenta "Finder Tool". Para usar-la, clicamos fixo nessa ferramenta (na mira [+]), como mostra a imagem à direita, e arrastamos a mira até ao controlo que queremos.

  4. O primeiro botão que iremos carregar é o 8 , pois a operação que vamos fazer é: 8/2*7. Então clicamos com o rato no "Finder Tool" sem largar o botão do rato, e arrastamos para o botão 8 da Calculadora do Windows e largamos o botão do rato. Agora no "AutoIt Window Info", clicamos no separador "Control" e fazemos duplo clique na propriedade "Advanced (Class)", o que ele faz é copiar o nome interno desse botão, neste caso "8". Agora que já temos o nome interno só falta programar o comando para clicar nesse botão: ControlClick. Vamos ao SciTE e escrevemos a seguinte linha:

    ControlClick("Calculadora", "", "[CLASS:Button; INSTANCE:9]")

    Explicando melhor o comando: ControlClick([Titulo da Janela], "", [nome interno do controlo])

  5. O resto dos botões é exactamente o mesmo processo: usando o "Finder Tool", mas nos botões correspondentes. As próximas linhas ficam assim:

    ControlClick("Calculadora", "", "[CLASS:Button; INSTANCE:17]"); Botão /
    ControlClick("Calculadora", "", "[CLASS:Button; INSTANCE:11]"); Botão 2
    ControlClick("Calculadora", "", "[CLASS:Button; INSTANCE:18]"); Botão *
    ControlClick("Calculadora", "", "[CLASS:Button; INSTANCE:5]"); Botão 7
    ControlClick("Calculadora", "", "[CLASS:Button; INSTANCE:21]"); Botão =

  6. A linha seguinte é para copiar o resultado, sendo muito simples com o comando "Send". Portanto esta linha fica assim:

    Send("^C")

    O caracter "^" representa a tecla "CTRL"

  7. Agora que já temos o resultado da operação, podemos fechar a Calculadora.

    Send("!{F4}")

    O caracter "!" representa a tecla "ALT"

  8. E abrimos o WordPad.

    Run("write")

  9. Esperamos que o programa arranque.

    WinWaitActive("Documento - WordPad")

  10. Cola-se o resultado da operação.

    Send("O resultado da operação é: ^V")

  11. Guardamos o ficheiro.

    Send("^g")
    WinWaitActive("Documento - WordPad")
    Send("{ENTER}")

  12. E finalmente fechamos o WordPad.

    Send("!{F4}")
    MsgBox("","Mensagem", "Programa terminado com sucesso!")

E já está! Agora para testar o programa que acabamos de fazer, fechamos primeiro a Calculadora, WordPad e AutoIt Window Info. Vamos ao SciTE e clicamos em "Tools" -> "Go", e vemos o computador a trabalhar sozinho!

Muito rápido não é? Se quiser ver mais lentamente cada processo, entre cada linha coloque esta linha: Sleep(100) assim em cada processo o programa vai esperar 100 milissegundos.

O código completo, que acabamos de fazer:

;=== Tutorial: Street Racer Hacking | www.StreetRacerHacking.BlogSpot.com ===
Run
("calc") ;Executa a Calculadora
WinWaitActive("Calculadora") ;Espera que a Calculadora arranque
ControlClick("Calculadora", "", "[CLASS:Button; INSTANCE:9]") ; Botão 8
ControlClick("Calculadora", "", "[CLASS:Button; INSTANCE:17]") ; Botão /
ControlClick("Calculadora", "", "[CLASS:Button; INSTANCE:11]") ; Botão 2
ControlClick("Calculadora", "", "[CLASS:Button; INSTANCE:18]") ; Botão *
ControlClick("Calculadora", "", "[CLASS:Button; INSTANCE:5]") ; Botão 7
ControlClick("Calculadora", "", "[CLASS:Button; INSTANCE:21]") ; Botão =
Send("^C") ;CTRL + C
Send("!{F4}") ;ALT + F4
Run("write") ;Executa o WordPad
WinWaitActive("Documento - WordPad") ;Espera que o WordPad arranque
Send("O resultado da operação é: ^V") ;CTRL + V
Send("^g") ;CTRL + G
WinWaitActive("Guardar como") ;Espera pela janela "Guardar como"
Send("{ENTER}") ;ENTER
Send("!{F4}") ;ALT + F4
MsgBox("","Mensagem", "Programa terminado com sucesso!") ;Mensagem

Agora só falta a vossa imaginação, e criar a tua própria automatização!


Quer ver mais tutoriais do AutoIt? Visite já o Blog Tutorial AutoIt!

Como ficava se pudéssemos, escrever o nome do ficheiro a guardar? Escreva aqui o seu comentário! Se tiver alguma dúvida, comente também!

Leia Mais +

Aumente o Índice de Experiência do Windows

9 comments


Quer transformar nisto:


Para isto?


Veja como, clicando em [Leia mais +]

Num artigo anterior (Faça um Benchmark ao seu computador Windows Vista!), falamos como fazer um Benchmark, apenas com o Windows Vista, através do Índice de Experiência do Windows.

E hoje, com este hack vamos alterar os valores do Índice de Experiência do Windows.
  1. Para isso vamos à pasta:"[letra do disco]\Windows\Performance\WinSAT\DataStore"
  2. Agora escolhemos o ficheiro com a data mais recente (tem de ser, se não os valores não serão alterados)
  3. Abra o ficheiro com o Bloco de Notas.
  4. Agora vamos localizar o que queremos alterar, para isso vamos no Bloco de Notas: Editar -> Localizar... e escrevemos "WinSPR" e clique em Localizar seguinte.
  5. E agora é só alterar com um valor qualquer as pontuações.
SystemScore = Pontuação base (Global)
MemoryScore = Memória (RAM)
CpuScore = Processador
GraphicsScore = Gráficos
GamingScore = Gráficos de jogos
DiskScore = Disco rígido principal
Nota: não coloque valores superiores a 9.9!

Para tornar os valores mais fidelizados verifique se o Índice de Experiência do Windows está actualizado. Para isso vamos: Painel de Controlo -> Informações de Desempenho e Ferramentas. E veja se o valor não está a cinzento; se estiver, clique em: Actualizar a minha pontuação.

E também coloque a pontuação base de acordo com a pontuação(ões) mais baixas(s), pois é assim que o Windows lhe atribui a pontuação base.


Se não pretender que apareça o valor de Indice de Experiencia do Windows coloque o <SystemScore> com o valor 10.0 ou mais. Para voltar atrás coloque um valor inferior a 10.0 e reinincie o computador.


Agora já poderá impressionar os seus amigos, com um computador Super-Potente!

Quais foram as reações dos seus amigos? Conte-nos aqui!

Leia Mais +

Comédia Total de Hackers - Vídeo

0 comments

Esta série de vídeos, mostra de uma maneira animada a conversa e o que o fazem os Hackers.

Hilariante para quem percebe de Informática. Vale a pena ver todos os videos!



Para ver os outros vídeos clique em "[Leia Mais +]"

Série 2


Série 3


Série 4


E tu? Como é o teu dia-a-dia como Hacker?

Leia Mais +